Ajuda/Dúvida - Lábios secos

Boas! Eu tenho frequentemente os lábios secos, o que se torna incomodo. Já usei baton e não vejo alterações significativas. Às vezes ficam bons, outras vezes secos.

Como devem imaginar numa relação não é muito favoravel apesar de pessoalmente também ser, como referido atrás, íncomodativo. Alguem pode me dar algumas dicas!?

Obrigado,

RE: Ajuda/Dúvida - Lábios secos

Da Biblioteca do Portal do Cidadão com Deficiência

Xerostomia (Securas de boca)

O que é

É uma situação que ocorre quando há diminuição ou mesmo paragem da produção de saliva, levando à secura da mucosa oral (revestimento da boca).

Para além de actuar como lubrificante da boca e emulsionar os alimentos, ajudando assim tanto na alimentação como no simples acto de falar, a saliva ainda tem uma importante função de limpeza da boca e de protecção dos dentes e de infecções orais.

Quando diminui ou pára a sua produção, todas estas funções ficam comprometidas e o doente apresenta queixas como dificuldade em falar, em mastigar e saborear os alimentos, mau hálito, inflamação das gengivas, etc.

Causas

Existem várias causas para esta situação:

Medicamentos: são a principal causa de secura oral, e devem sempre ser pesquisados no caso de aparecer esta situação. Entre as centenas de medicamentos que podem causar secura, destacam-se os antidepressivos, anti-histamínicos (para as alergias), analgésicos e descongestionantes nasais

Tratamento com radiações: sobretudo na radioterapia da zonas do pescoço e cabeça

Desidratação: todas as situações que provoquem perda de líquidos, como febre, calor, vómitos, diarreia, queimaduras, ou suar em excesso.

Certas doenças como: diabetes, infecções, anemia, hipertensão, SIDA, reumatismos, e ainda a Doença de Sjögren em que os anticorpos do organismo atacam as glândulas salivares e lacrimais, causando secura a nível da boca e olhos.

Sintomas

Para além das queixas que mencionamos atrás, podem aparecer ainda sintomas como sede frequente, infecções frequentes da boca e gengivas, sensação de ardor ou queimadura na língua, cáries dentárias, lábios secos ou gretados, dificuldade em engolir ou falar, mau hálito, secura nasal.

Diagnóstico e tratamento:

Se tiver alguns dos sintomas acima referidos, é aconselhável ir ao seu médico, ou então, de preferência, ao seu dentista. Para além de lhe fazer um exame à boca, gengivas e dentes, pesquisará a possibilidade de haver alguma doença ou medicamento que esteja na origem do problema.

O tratamento passará, obviamente, pela eliminação das causas, no caso de isso ser possível. É o que se passa com certas medicações que poderão ser evitadas ou substituídas, ou com patologias da boca que podem ser tratadas, como sejam as cáries e gengivites.

É sempre muito importante haver um cuidado redobrado com a higiene da boca e dentes, não esquecendo nunca o escovar pelo menos duas vezes ao dia e o uso regular do fio dental.

Existem algumas medidas, para além da higiene oral, que podem aliviar os sintomas:

· Beber água, em pequenas quantidades, para manter a boca humedecida. Se necessário deve transportar consigo uma garrafa de água

· Chupar rebuçados sem açúcar ou pequenas pedras de gelo, ou então mastigar pastilhas elásticas sem açúcar.

· Evitar fumar, beber álcool e café, e também os alimentos salgados, secos (tipos torrados ou bolos secos), ou doces.

· Humidificar o ambiente da sua casa ou local de trabalho

Xerostomia (Securas de boca)

O que é

É uma situação que ocorre quando há diminuição ou mesmo paragem da produção de saliva, levando à secura da mucosa oral (revestimento da boca).

Para além de actuar como lubrificante da boca e emulsionar os alimentos, ajudando assim tanto na alimentação como no simples acto de falar, a saliva ainda tem uma importante função de limpeza da boca e de protecção dos dentes e de infecções orais.

Quando diminui ou pára a sua produção, todas estas funções ficam comprometidas e o doente apresenta queixas como dificuldade em falar, em mastigar e saborear os alimentos, mau hálito, inflamação das gengivas, etc.

Causas

Existem várias causas para esta situação:

Medicamentos: são a principal causa de secura oral, e devem sempre ser pesquisados no caso de aparecer esta situação. Entre as centenas de medicamentos que podem causar secura, destacam-se os antidepressivos, anti-histamínicos (para as alergias), analgésicos e descongestionantes nasais

Tratamento com radiações: sobretudo na radioterapia da zonas do pescoço e cabeça

Desidratação: todas as situações que provoquem perda de líquidos, como febre, calor, vómitos, diarreia, queimaduras, ou suar em excesso.

Certas doenças como: diabetes, infecções, anemia, hipertensão, SIDA, reumatismos, e ainda a Doença de Sjögren em que os anticorpos do organismo atacam as glândulas salivares e lacrimais, causando secura a nível da boca e olhos.

Sintomas

Para além das queixas que mencionamos atrás, podem aparecer ainda sintomas como sede frequente, infecções frequentes da boca e gengivas, sensação de ardor ou queimadura na língua, cáries dentárias, lábios secos ou gretados, dificuldade em engolir ou falar, mau hálito, secura nasal.

Diagnóstico e tratamento:

Se tiver alguns dos sintomas acima referidos, é aconselhável ir ao seu médico, ou então, de preferência, ao seu dentista. Para além de lhe fazer um exame à boca, gengivas e dentes, pesquisará a possibilidade de haver alguma doença ou medicamento que esteja na origem do problema.

O tratamento passará, obviamente, pela eliminação das causas, no caso de isso ser possível. É o que se passa com certas medicações que poderão ser evitadas ou substituídas, ou com patologias da boca que podem ser tratadas, como sejam as cáries e gengivites.

É sempre muito importante haver um cuidado redobrado com a higiene da boca e dentes, não esquecendo nunca o escovar pelo menos duas vezes ao dia e o uso regular do fio dental.

Existem algumas medidas, para além da higiene oral, que podem aliviar os sintomas:

· Beber água, em pequenas quantidades, para manter a boca humedecida. Se necessário deve transportar consigo uma garrafa de água

· Chupar rebuçados sem açúcar ou pequenas pedras de gelo, ou então mastigar pastilhas elásticas sem açúcar.

· Evitar fumar, beber álcool e café, e também os alimentos salgados, secos (tipos torrados ou bolos secos), ou doces.

· Humidificar o ambiente da sua casa ou local de trabalho

Xerostomia (Securas de boca)

O que é

É uma situação que ocorre quando há diminuição ou mesmo paragem da produção de saliva, levando à secura da mucosa oral (revestimento da boca).

Para além de actuar como lubrificante da boca e emulsionar os alimentos, ajudando assim tanto na alimentação como no simples acto de falar, a saliva ainda tem uma importante função de limpeza da boca e de protecção dos dentes e de infecções orais.

Quando diminui ou pára a sua produção, todas estas funções ficam comprometidas e o doente apresenta queixas como dificuldade em falar, em mastigar e saborear os alimentos, mau hálito, inflamação das gengivas, etc.

Causas

Existem várias causas para esta situação:

Medicamentos: são a principal causa de secura oral, e devem sempre ser pesquisados no caso de aparecer esta situação. Entre as centenas de medicamentos que podem causar secura, destacam-se os antidepressivos, anti-histamínicos (para as alergias), analgésicos e descongestionantes nasais

Tratamento com radiações: sobretudo na radioterapia da zonas do pescoço e cabeça

Desidratação: todas as situações que provoquem perda de líquidos, como febre, calor, vómitos, diarreia, queimaduras, ou suar em excesso.

Certas doenças como: diabetes, infecções, anemia, hipertensão, SIDA, reumatismos, e ainda a Doença de Sjögren em que os anticorpos do organismo atacam as glândulas salivares e lacrimais, causando secura a nível da boca e olhos.

Sintomas

Para além das queixas que mencionamos atrás, podem aparecer ainda sintomas como sede frequente, infecções frequentes da boca e gengivas, sensação de ardor ou queimadura na língua, cáries dentárias, lábios secos ou gretados, dificuldade em engolir ou falar, mau hálito, secura nasal.

Diagnóstico e tratamento:

Se tiver alguns dos sintomas acima referidos, é aconselhável ir ao seu médico, ou então, de preferência, ao seu dentista. Para além de lhe fazer um exame à boca, gengivas e dentes, pesquisará a possibilidade de haver alguma doença ou medicamento que esteja na origem do problema.

O tratamento passará, obviamente, pela eliminação das causas, no caso de isso ser possível. É o que se passa com certas medicações que poderão ser evitadas ou substituídas, ou com patologias da boca que podem ser tratadas, como sejam as cáries e gengivites.

É sempre muito importante haver um cuidado redobrado com a higiene da boca e dentes, não esquecendo nunca o escovar pelo menos duas vezes ao dia e o uso regular do fio dental.

Existem algumas medidas, para além da higiene oral, que podem aliviar os sintomas:

· Beber água, em pequenas quantidades, para manter a boca humedecida. Se necessário deve transportar consigo uma garrafa de água

· Chupar rebuçados sem açúcar ou pequenas pedras de gelo, ou então mastigar pastilhas elásticas sem açúcar.

· Evitar fumar, beber álcool e café, e também os alimentos salgados, secos (tipos torrados ou bolos secos), ou doces.

· Humidificar o ambiente da sua casa ou local de trabalho

Xerostomia (Securas de boca)

O que é

É uma situação que ocorre quando há diminuição ou mesmo paragem da produção de saliva, levando à secura da mucosa oral (revestimento da boca).

Para além de actuar como lubrificante da boca e emulsionar os alimentos, ajudando assim tanto na alimentação como no simples acto de falar, a saliva ainda tem uma importante função de limpeza da boca e de protecção dos dentes e de infecções orais.

Quando diminui ou pára a sua produção, todas estas funções ficam comprometidas e o doente apresenta queixas como dificuldade em falar, em mastigar e saborear os alimentos, mau hálito, inflamação das gengivas, etc.

Causas

Existem várias causas para esta situação:

Medicamentos: são a principal causa de secura oral, e devem sempre ser pesquisados no caso de aparecer esta situação. Entre as centenas de medicamentos que podem causar secura, destacam-se os antidepressivos, anti-histamínicos (para as alergias), analgésicos e descongestionantes nasais

Tratamento com radiações: sobretudo na radioterapia da zonas do pescoço e cabeça

Desidratação: todas as situações que provoquem perda de líquidos, como febre, calor, vómitos, diarreia, queimaduras, ou suar em excesso.

Certas doenças como: diabetes, infecções, anemia, hipertensão, SIDA, reumatismos, e ainda a Doença de Sjögren em que os anticorpos do organismo atacam as glândulas salivares e lacrimais, causando secura a nível da boca e olhos.

Sintomas

Para além das queixas que mencionamos atrás, podem aparecer ainda sintomas como sede frequente, infecções frequentes da boca e gengivas, sensação de ardor ou queimadura na língua, cáries dentárias, lábios secos ou gretados, dificuldade em engolir ou falar, mau hálito, secura nasal.

Diagnóstico e tratamento:

Se tiver alguns dos sintomas acima referidos, é aconselhável ir ao seu médico, ou então, de preferência, ao seu dentista. Para além de lhe fazer um exame à boca, gengivas e dentes, pesquisará a possibilidade de haver alguma doença ou medicamento que esteja na origem do problema.

O tratamento passará, obviamente, pela eliminação das causas, no caso de isso ser possível. É o que se passa com certas medicações que poderão ser evitadas ou substituídas, ou com patologias da boca que podem ser tratadas, como sejam as cáries e gengivites.

É sempre muito importante haver um cuidado redobrado com a higiene da boca e dentes, não esquecendo nunca o escovar pelo menos duas vezes ao dia e o uso regular do fio dental.

Existem algumas medidas, para além da higiene oral, que podem aliviar os sintomas:

· Beber água, em pequenas quantidades, para manter a boca humedecida. Se necessário deve transportar consigo uma garrafa de água

· Chupar rebuçados sem açúcar ou pequenas pedras de gelo, ou então mastigar pastilhas elásticas sem açúcar.

· Evitar fumar, beber álcool e café, e também os alimentos salgados, secos (tipos torrados ou bolos secos), ou doces.

· Humidificar o ambiente da sua casa ou local de trabalho

Xerostomia (Securas de boca)

O que é

É uma situação que ocorre quando há diminuição ou mesmo paragem da produção de saliva, levando à secura da mucosa oral (revestimento da boca).

Para além de actuar como lubrificante da boca e emulsionar os alimentos, ajudando assim tanto na alimentação como no simples acto de falar, a saliva ainda tem uma importante função de limpeza da boca e de protecção dos dentes e de infecções orais.

Quando diminui ou pára a sua produção, todas estas funções ficam comprometidas e o doente apresenta queixas como dificuldade em falar, em mastigar e saborear os alimentos, mau hálito, inflamação das gengivas, etc.

Causas

Existem várias causas para esta situação:

Medicamentos: são a principal causa de secura oral, e devem sempre ser pesquisados no caso de aparecer esta situação. Entre as centenas de medicamentos que podem causar secura, destacam-se os antidepressivos, anti-histamínicos (para as alergias), analgésicos e descongestionantes nasais

Tratamento com radiações: sobretudo na radioterapia da zonas do pescoço e cabeça

Desidratação: todas as situações que provoquem perda de líquidos, como febre, calor, vómitos, diarreia, queimaduras, ou suar em excesso.

Certas doenças como: diabetes, infecções, anemia, hipertensão, SIDA, reumatismos, e ainda a Doença de Sjögren em que os anticorpos do organismo atacam as glândulas salivares e lacrimais, causando secura a nível da boca e olhos.

Sintomas

Para além das queixas que mencionamos atrás, podem aparecer ainda sintomas como sede frequente, infecções frequentes da boca e gengivas, sensação de ardor ou queimadura na língua, cáries dentárias, lábios secos ou gretados, dificuldade em engolir ou falar, mau hálito, secura nasal.

Diagnóstico e tratamento:

Se tiver alguns dos sintomas acima referidos, é aconselhável ir ao seu médico, ou então, de preferência, ao seu dentista. Para além de lhe fazer um exame à boca, gengivas e dentes, pesquisará a possibilidade de haver alguma doença ou medicamento que esteja na origem do problema.

O tratamento passará, obviamente, pela eliminação das causas, no caso de isso ser possível. É o que se passa com certas medicações que poderão ser evitadas ou substituídas, ou com patologias da boca que podem ser tratadas, como sejam as cáries e gengivites.

É sempre muito importante haver um cuidado redobrado com a higiene da boca e dentes, não esquecendo nunca o escovar pelo menos duas vezes ao dia e o uso regular do fio dental.

Existem algumas medidas, para além da higiene oral, que podem aliviar os sintomas:

· Beber água, em pequenas quantidades, para manter a boca humedecida. Se necessário deve transportar consigo uma garrafa de água

· Chupar rebuçados sem açúcar ou pequenas pedras de gelo, ou então mastigar pastilhas elásticas sem açúcar.

· Evitar fumar, beber álcool e café, e também os alimentos salgados, secos (tipos torrados ou bolos secos), ou doces.

· Humidificar o ambiente da sua casa ou local de trabalho

Renato
escreveu: -------------------------------
Boas! Eu tenho frequentemente os lábios secos, o que se torna incomodo. Já usei baton e não vejo alterações significativas. Às vezes ficam bons, outras vezes secos.

Como devem imaginar numa relação não é muito favoravel apesar de pessoalmente também ser, como referido atrás, íncomodativo. Alguem pode me dar algumas dicas!?

Obrigado,

RE: Ajuda/Dúvida - Lábios secos

Renato
escreveu: -------------------------------
Boas! Eu tenho frequentemente os lábios secos, o que se torna incomodo. Já usei baton e não vejo alterações significativas. Às vezes ficam bons, outras vezes secos.

Como devem imaginar numa relação não é muito favoravel apesar de pessoalmente também ser, como referido atrás, íncomodativo. Alguem pode me dar algumas dicas!?

Obrigado,

RE: Ajuda/Dúvida - Lábios secos

Renato
escreveu: -------------------------------
Boas! Eu tenho frequentemente os lábios secos, o que se torna incomodo. Já usei baton e não vejo alterações significativas. Às vezes ficam bons, outras vezes secos.

Como devem imaginar numa relação não é muito favoravel apesar de pessoalmente também ser, como referido atrás, íncomodativo. Alguem pode me dar algumas dicas!?

Obrigado,