Saúde mental: a importância das amizades na adolescência

Estudo publicado na “Child Development”

29 agosto 2017
  |  Partilhar:
Uma equipa de investigadores descobriu que usufruir de fortes amizades na adolescência poderá ser benéfico para a saúde mental a longo prazo.
 
Num estudo desenvolvido por uma equipa de investigadores da Faculdade de Psicologia da Universidade da Virginia em Charlottesville, EUA, foi verificado que segundo outros estudos os adolescentes com fortes laços de amizade eram mais adaptáveis, com mais auto-estima, assertividade e tendiam a ter mais sucesso académico e diziam sentir-se mais felizes.
 
Os investigadores liderados por Rachel K. Narr propuseram-se assim investigar o impacto das grandes amizades durante a adolescência sobre a saúde mental na idade adulta.
 
Para o efeito, a equipa recrutou um grupo de 169 adolescentes norte-americanos com 15 anos de idade e seguiu-os até terem completado 25 anos de idade.
 
Todos os anos, os investigadores solicitaram aos participantes que respondessem a questionários em que deveriam indicar os seus melhores amigos e relatar a qualidade da sua amizade com os mesmos.
 
Foram igualmente conduzidas entrevistas em que os participantes eram questionados sobre sentirem ansiedade, autoestima e aceitação social. A equipa verificou também se os jovens apresentavam sintomas de depressão e entrevistou os amigos dos mesmos.
 
Foi apurado que os adolescentes que davam prioridade às amizades fortes aos 15 anos tendiam a apresentar menor ansiedade social, mais sentido de valor próprio e menos sintomas de depressão aos 25 anos de idade, em relação aos que não punham em primeiro lugar as amizades próximas.
 
Foi também descoberto outro facto curioso: os adolescentes com maior popularidade durante os anos da adolescência relataram mais ansiedade social na idade adulta. 
 
“O nosso estudo descobriu que a qualidade das amizades durante a adolescência poderá prever diretamente aspetos da saúde mental e emocional a longo prazo”, concluiu a autora principal do estudo. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário