Proteína derivada da soja reduz o mau colesterol

Estudo publicado na “The Journal of Nutrition”

09 maio 2019
  |  Partilhar:
Um novo estudo sugere que a proteína derivada da soja consegue reduzir o colesterol LDL (mau) numa quantidade pequena, mas significativa.
 
Na sequência de planos da Food and Drug Administration dos EUA de retirarem a soja da lista de alimentos saudáveis para o coração, uma equipa de investigadores liderada pelo Hospital St. Michael’s, em Toronto, Canadá, decidiu investigar se a decisão estaria de acordo com os dados existentes.
 
Para o efeito, a equipa conduziu uma meta-análise a 43 estudos que avaliavam a soja e possuíam informação sobre o colesterol total, que reflete a quantidade geral de colesterol no sangue. 41 dos estudos analisavam o efeito da proteína sobre o colesterol LDL. 
 
Os investigadores descobriram que a proteína da soja efetivamente reduzia o colesterol LDL em 3 a 4% nos adultos. 
 
Apesar de ser uma quantidade reduzida, David Jenkins, investigador principal do estudo, afirma ser significativa. “Quando se adiciona a mudança de uma quantidade elevada de gordura saturada e de carnes ricas em colesterol para uma dieta que inclui soja, a redução de colesterol poderá ser maior”, afirmou.
 
“Os dados existentes e a nossa análise dos mesmos sugerem que a proteína da soja contribui para a saúde cardíaca”, conclui o investigador. 
 
David Jenkins acrescentou que “esperamos que o público continue a considerar as dietas baseadas em plantas como uma opção saudável”.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário