Novas diretrizes para o aporte de proteínas nos atletas

Estudo publicado na “International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism”

17 abril 2019
  |  Partilhar:
Um cientista da área do desporto conduziu uma revisão às diretrizes internacionais para o aporte de proteínas na área do atletismo.
 
Oliver Witard, da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Stirling, Escócia, Reino Unido, liderou a revisão da parte sobre o aporte de proteínas, que integra a declaração consensual sobre a Nutrição no Desporto para Atletas de Atletismo, da Associação Internacional das Federações do Atletismo (IAAF).
 
“Neste estudo acentuamos os benefícios de um aporte dietético de proteínas para adaptação ao treino, manipulando a composição do corpo e otimizando o desempenho nos atletas de atletismo”, avançou Oliver Witard.
 
O cientista explicou que os atletas de atletismo fazem treinos muito vigorosos que exercem pressão sobre os sistemas fisiológicos, o que requer suporte nutricional para garantirem uma recuperação otimizada.
 
“Recomendamos que, para facilitar a remodelação das proteínas musculares – que rapidamente se invertem devido aos seus elevados volumes de treino – os atletas de atletismo devam tentar obter aportes de proteínas de cerca de 1,6 gramas por quilograma de massa corporal em cada dia, se o seu objetivo for aumentar a massa muscular”, indicou.
 
A equipa oferece ainda diretrizes para os atletas de atletismo que procurem otimizar o seu rácio entre força, potência e endurance e peso corporal, de forma a beneficiarem o seu desempenho.
 
“Os atletas de atletismo que estejam a restringir o seu aporte de energia – e tenham o objetivo de minimizar a perda de massa magra – devem procurar aportes de proteína entre 1,6 a 2,4 gramas por quilograma de massa corporal, por dia”, recomendou o especialista. 
 
A última declaração consensual tinha sido publicada em 2007 e desde essa altura houve evolução nas estratégias nutritivas para a adaptação e manipulação da constituição física dos atletas.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário