Estabelecida relação entre enxaqueca e alterações de apetite

Estudo conduzido pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

07 maio 2018
  |  Partilhar:
Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto descobriram uma relação entre a enxaqueca e um recetor responsável pelo controlo do apetite.
 
Segundo apurou a agência Lusa, a atividade desse recetor responsável pelo controlo do apetite poderá estar desregulada antes e durante o episódio de enxaqueca.
 
A investigação foi desenvolvida numa primeira fase em animais e na fase posterior em doentes, com o apoio da Universidade da Califórnia em San Francisco; EUA, e o King’s College London em Inglaterra.
 
“Saltar refeições pode ser um comportamento voluntário ou uma consequência de perda de apetite, ou seja, um sintoma e não um efeito. É possível que a desregulação deste sistema esteja na base das enxaquecas de indivíduos suscetíveis e que, em determinadas situações, estes pacientes confundam um sintoma com uma causa”, explica Margarida Martins Oliveira.
 
De acordo com esta nutricionista e primeira autora do estudo, “esta descoberta abre agora portas a outros estudos e à possibilidade de desenvolvimento de novos tratamentos através de fármacos”.
 
A equipa de investigadores dará continuidade à investigação e a próxima fase do estudo passará por tentar perceber como é que o “desejo” por alimentos específicos – como o chocolate, por exemplo – se associa à fase premonitória da enxaqueca.
 
Além da integração de três centros de investigação internacionais, a investigação foi coordenada por Peter J. Goadsby, especialista em cefaleias e autor do capítulo sobre o mesmo tema no “Harrison's Principles of Internal Medicine” – manual estudado pelos jovens médicos para ingressarem na especialidade médica.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário