Dieta com muito sal inibe crescimento tumoral em ratinhos

Estudo publicado na “Frontiers in Immunology”

11 junho 2019
  |  Partilhar:
Um estudo recente demonstrou que o consumo elevado de sal promoveu a inibição do crescimento tumoral em ratinhos. 
 
Segundo o estudo conduzido por uma equipa internacional de investigadores liderada por Markus Kleinewietfeld, o efeito poderá ser devido a uma alteração na função de certas células imunitárias que desempenham uma função fundamental na imunidade contra o cancro.
 
A equipa apurou que a elevada quantidade de sal inibiu o crescimento de tumores em dois grupos independentes de ratinhos.
 
Os investigadores descobriram ainda que aquele efeito estava relacionado com uma alteração nas funções de um tipo de células imunitárias, conhecidas como células supressoras derivadas da linhagem mieloide (MDSC, na sua sigla em inglês).
 
As MDSC inibem a capacidade de outras células imunitárias atacarem e destruírem as células cancerígenas.
 
A simulação de um ambiente rico em sal, em células cultivadas em laboratório, provocou uma alteração funcional nas MCSC: as células demonstraram uma menor capacidade de inibirem outras células imunitárias.
 
Em células isoladas de pacientes humanos com cancro foi observado um efeito semelhante sobre as MDSC quando expostas a um ambiente rico em sal. 
 
Suspeita-se que nas imunoterapias contra o cancro, as MDSC contribuam substancialmente para impedir um ataque imunitário eficiente contra os tumores. 
 
O mecanismo molecular subjacente que bloqueia a função das MDSC poderá, assim, deter um potencial terapêutico. Contudo, pelo facto de se suspeitar que o consumo elevado de sal é um fator de risco para o cancro gástrico nos humanos, os achados do estudo requerem uma cuidadosa análise em investigação futura.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário