Carne branca e vermelha são igualmente más para o colesterol

Estudo publicado na “American Journal of Clinical Nutrition”

06 junho 2019
  |  Partilhar:
Ao contrário do que é considerado, o consumo de carne vermelha e de carne branca (como aves) exerce um efeito semelhante sobre os níveis de colesterol, indicou um estudo recente.
 
O surpreendente achado foi da autoria de uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia em San Francisco, EUA, que liderou o estudo. 
 
Os investigadores recrutaram mais de 100 homens e mulheres saudáveis com 21 a 65 anos de idade que foram atribuídos de forma aleatória a um de dois braços de estudo: ácidos gordos saturados elevados ou baixos e, em cada um, a uma de três dietas: carne vermelha, carne branca e proteína vegetal.
 
Os participantes seguiram todas as dietas, por ordem aleatória, durante quatro semanas cada.
 
Como resultado, foi observado que o consumo de níveis elevados de carne vermelha ou de carne branca causou níveis de colesterol no sangue mais elevados do que o consumo de uma quantidade comparável de proteínas vegetais.
 
Adicionalmente, o aumento do colesterol observado nas três proteínas foi sempre o mesmo, quer com ácidos gordos saturados elevados, quer com baixos.
 
“Quando planeámos este estudo, esperávamos que a carne vermelha tivesse um efeito mais adverso sobre os níveis de colesterol no sangue do que a carne branca, mas ficámos surpreendidos por não ter sido esse o caso – os seus efeitos sobre o colesterol são idênticos quando os níveis de gordura saturada são equivalentes”, indicou Ronald Krauss, investigador sénior.
 
O investigador acrescentou que as carnes estudadas não incluíam produtos processados como bacon ou salsichas, nem peixe.
 
Ronald Krauss concluiu que as proteínas sem carne como as hortaliças, laticínios e leguminosas são as que oferecem mais benefícios para o colesterol. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Comentários 0 Comentário