Medo de médicos

Tenho medo de médicos. Um medo paralisante, que impede consultar um médico quando sei que preciso, como é o caso. O que fazer? isto evoluiu para ansiedade e achar que estou doente e ter medo do diagnóstico. Preciso ir mas não consigo

RE: Medo de médicos

E até tem bastante razão para isso, pois o normal é que passado algum tempo depois de nos terem aliviado alguns sintomas, começamos a ter outros , e que até serão para o resto da vida. Veja http://mundoalimentar.blogspot.com/,pode até ser uma pessoa inteligente...

RE: Medo de médicos

Rita,
Tenho o mesmo problema. Inclusivamente, a minha mãe é médica. No meu caso, quase nunca fui ao médico por isso mesmo. Resultado, fui assimilando que ir ao médico é um último recurso... é quando a mãe não sabe o que fazer. Percebe? É um desespero e é um problema muito difícil de partilhar. O pior é que a bola de neve começa quando, por exemplo, temos de fazer um empréstimo e temos de fazer um seguro e, zás, temos de ir ao médico! É difícil.
Olhe, sei que a fobia tem nome: latrofobia.

A sério, tem nome, a coisa. Rita, no meu caso estou a tentar pensar que é hora de entregar tudo na mão de Deus. Vou tentar ir ao psicólogo antes de consultar um médico, que eu também preciso de ir neste momento. Preciso mesmo, acredite.
Ganhe coragem e pense que, se não arriscar, corre o risco de perder tudo.
Eu acho que a hora H, quando nos decidimos a ir, é quando deixams de gostar de nós e pensamos: mas espera, isto está a paralisar-me, isto já não eu. E quando deixamos de ser nós, temos de tentar romper o ciclo de ansiedade (e seus terríveis sintomas) e avançar. Sei que a sensação é de que avançamos para o vazio mas há que tentar.

Peça ajuda. É o mais difícil.

RE: Medo de médicos

Boa tarde. O meu pânico não são propriamente os médicos, mas sim tudo quanto tenha a ver com seringas ou cirurgias. É um terror medonho. Não sei o que fazer. A minha ansiedade é acompanhada de depressão. Desde os 14 anos k ando em tratamentos e tenho agora 18, tendo percorrido psicólogos e psiquiatras. Também desespero, porque não acredito que tenha de passar uma vida sem pelo menos fazer uma análise sanguínea, p9or exemplo. O meu coração começa a pulsar bastante, as minhas mãos ficam geladas a transpirar e as vezes perco força nas pernas, parecendo que vou desmaiar, em situações de ansiedade que, ao que parece, é crónica. Não sei o que fazer mais também. Resta-me desejar boa sorte e pedir que vá postando algo quando obtiver novidades.